30 de julho de 2008

coriza

coriza, dá para ouvir as palavras escorrendo.

Nenhum comentário: