26 de fevereiro de 2009

brinquedo de adulto

neste feriado eu gargalhei de alegria enquanto subia a rampa que leva à casa do sítio dirigindo o trator que é nada menos que o formador do conceito de trator para mim. a criança esperneou e sorriu o quanto pôde neste breve caminho em que nada mais importava, e eu pensei que seria um bom camponês, um camponês feliz.

2 comentários:

Yuri Machado disse...

seria um camponês feliz também, cara...

aliás, serei.

principalmente depois que eu aprender a não machucar mais a mim do que à lenha com o machado...

Tito Peçanha Leitão disse...

esse trator é formidável.
eu lembro quando eu, você e o paulo ficávamos horas em cima dele...