10 de fevereiro de 2009

A Day in the Life

hoje eu plantei uma roseira numa antiga muringa, usando a terra de um saco muito antigo que trouxemos ainda da outra casa. é uma terra bonita, daquela preta de consistência apetitosa, mas que estava ensacada há muito tempo; até pensei se não seria o caso de deixá-la aberta um tempo para pegar um ar, talvez um sol, vá saber. mas eis que, muringa já cheia de terra roseira plantada, eu levo o conjunto para a pia para regá-lo e a luz bate na terra. minhocas! meu sangue gelou de alegria, havia duas minhoquinhas se retorcendo na superfície do vaso, lindamente vivas estranhando o sol que lhes iluminava o flanco. uma coisa destas é a melhor que um jardineiro babão pode esperar de seus vasinhos.

2 comentários:

Bruno K disse...

que gracinha.

maíra disse...

tem dia que tudo dá errado.
hoje poderia ser um deles...fui no lame e não pude "brincar" com os tipos,mas saí de lá e me deparei com duas gracinhas.
o tempo estava com a maior cara de chuva, mesmo assim fui correr. na segunda volta me deparei com outros amigos que fizeram meu dia! dá uma olhada no flickr depois.
e olha só que engraçado, o trecho que eu peguei do miguilim é esse:
"- Miguilim, Miguilim, vou ensinar o que agorinha eu sei,
demais: é que a gente pode ficar sempre alegre, alegre,
mesmo com toda coisa ruim que acontece acontecendo. A gente deve de poder ficar então mais alegre, mais alegre, por dentro!..."
hehehe