26 de fevereiro de 2010

cantinho de caderno

hoje passei a tarde meio em crise; faz 3 semanas que não desenhava uma linha sequer, fiquei absorto pela máquina fotográfica quando fomos para a patagônia agora na metade do mês. isso porque não tivemos muito tempo parados em cada lugar, mais que isso, acampando ou caminhando muito, então quando parávamos o vento era forte e frio demais para desenhar, ou o cansaço pedia uma deitadinha, fora que a fotografia possui encantos que não preciso ficar citando aqui. não estou reclamando, vejam bem, só falando deste estranhamento que me bate ao fazer uma coisa com a qual eu costumo estar tão habituado mas que subitamente me parece distante. não é a toa que usam tanto a expressão 'enferrujado' por ai. é um fato que a mão precisa estar 'quente' para desenhar, dificilmente se chega depois de muito tempo e se tem a mesma desenvoltura de antes. só digo que é meio chato. mas ainda sim se tem algumas surpresas; como esta chitaki ai em cima que fiz rapidinho e cuja expressão ficou definida com traços não tão normais para mim. ainda assim gostei, ficou bonitinho.

Nenhum comentário: