19 de março de 2010

tarde no tomie ohtake


hoje eu saí para treinar um pouco o 'desenho de reconhecimento', parte do aquecimento que estou fazendo para encarar meu tfg, que (falando brevemente) será uma sequência de desenhos em visão seriada (referência gordon cullen) do rio tamanduateí de sua foz ao pátio do colégio, levantando a paisagem atual, a perdida e por fim uma projetada por mim.


de qualquer forma, comecei a treinar o meu desenho para servir de registro de paisagem, que é um processo bastante complicado.


não estou nem muito preocupado com a questão da identificação e aproximação dos elementos mais distantes e tal, este é um dos próximos passos.

escolhi o tomie ohtake hoje a tarde porque era pertinho e eu queria ver de novo a exposição do design filandês que está por lá. o carrinho de chá do aalto me deixou completamente chocado, é muito mais bonito que as fotos que aparecem nos livros de design que vemos desde o primeiro ano da fau. foi emocionante ver ao vivo.

Um comentário:

maíra disse...

bacana dan!
adorei o terceiro de cima pra baixo.