26 de maio de 2010

meu fim de mundo 18 - folhateen


bom, esta foi a minha tirinha de estréia na folha de são paulo nesta segunda-feira dia 24.05.2010, um 'meu fim de mundo' formato especial para a contra-capa do caderno. a princípio divido este espaço com o laerte (!), angeli, alan sieber, chiquinha e adão (perdoem-me se troquei alguém), então voltarei a publicar no teen apenas daqui a 5 semanas. enquanto isso já estou trabalhando em outras ilustrações que colocarei aqui conforme forem sendo publicadas. achei que para a estréia, nada melhor que um auto-retrato e a metáfora de ser vítima de seu próprio trabalho, mas se bobear não devia nem ter feito este comentário, adorei ouvir dos meus priminhos: 'não entendi porque você virou um peixe na história?!' espero que o pessoal tenha gostado, apesar de eu ter carregado um pouco nos detalhes para uma impressão em jornal, tenho que me acostumar com isso ainda.

5 comentários:

felipe zene disse...

de fato eu achei que a impressão no jornal fez alguns detalhes se perderem, isso acho que voce vai pegando o jeito, limpando um pouco o desenho...
de resto a tirinha ficou bem massa, como sempre. só a passagem do quarto para o quinto quadrinho nao ficou muito clara pra mim... por duas vezes eu li a história nas 3 linhas da esquerda pra direita, depois só que eu saquei essa passagem.
parabéns, espero ansiosamente por novos desenhos publicados!

daniloz disse...

pois é cara, vi que o roxo e o azul deram uma misturada e que alguns detalhes, inclusive por conta de contraste, se perderam na baixa resolução. vivendo e aprendendo, hehehe. agora, quanto a sequência, eu concordo que ficaram meio próximos demais os quadrinhos da esquerda, era para terem ficado mais distantes e visualmente indicar a leitura no sentido a-normal, mas patience.
abraço cara.

Anônimo disse...

Sinceramente, achei péssimo. Pretensioso, sem graça (a não ser para o autor) e esteticamente pobre e desinteressante. Por todas estas características (principalmente pela pretensão), combina perfeitamente com a arte da Folha de São Paulo. Isso que é entender um briefing!

daniloz disse...

olha cara, você tem o direito de achar o que quiser, mas esta história de ficar se colocando de anônimo para dizer uma coisa 'sinceramente' te coloca numa posição bastante cômoda, não acha?
obviamente não considero meu trabalho uma obra prima, eu gosto dele simplesmente e é por isso que faço, não sei que merda isso tem a ver com a folha de são paulo. o que apareceu lá foi por uma simples oportunidade.
agora, por outro lado, eu gostei que você tenha falado mal, me fez lembrar porque gosto de fazer e mostrar as coisas por ai.

maíra disse...

Anônimo,
sua crítica se constrói da mesma forma que você deve julgar as pessoas pelas roupas que vestem e da mesma forma que você mija pra fora da privada e não limpa. Uma pena porque preconceito é uma coisa tão antiquada e ultrapassada...
Detalhe, como você ficou sabendo sobre o ganhador de um concurso de tirinhas da folha? Ou você participou ou você tem amigos que lêem o jornal? Você diz esse tipo de coisa pra eles ou também manda mensagens anônimas?
Assinar como anônimo uma crítica tão sem fundamento como esta quer dizer que ou você participou do concurso e não ganhou ou você realmente deve muita coisa por aí.
Não estou defedendo ninguém, mas a sua crítica é tão preconceituosa e sem fundamento que realmente não tinha como ficar em silêncio.
abraços.