7 de agosto de 2010

maestro carlos kleiber - sinistra 01


o maestro austríaco carlos kleiber foi vítima do primeiro desenho de uma série que chamei 'sinistra' e que pretendo continuar fazendo de treinos com a mão esquerda. nossa mão errada é muito menosprezada, para não dizer subutilizada, mas é tão capaz quanto a direita. claro que os contornos, principalmente as nuances de luz e sombra são mais difíceis, mas fiquei impressionado como outras tantas qualidades do desenho estão mais na cabeça que nas mãos. a composição, por exemplo, os tipos de movimento que tentamos inconscientemente fazer para pintar os espaços pretos, são muito semelhantes para as duas, intuitivos eu diria. confesso que meu ombro esquerdo tenha ficado doendo um pouco, cansado, e que falta muita força na mão, tanto como controle, porque a noção de onde o movimento tem que terminar no vai-e-vem para o lápis riscar até o contorno da cara, por exemplo, ou para não cair para fora do caderno são bem difíceis de se aprender. mas há alguma coisa de pitoresco de se usar a outra mão porque é quase impossível criar a mesma retórica de traço que a direita faz, o cérebro quer fazer, mas a mão não responde, está meio fora de controle, dura, estranha o lápis. mas o melhor talvez seja a baixíssima expectativa, quase um desapego ao trabalho começado, uma surpresa de não se ter nada a perder porque a simples iniciativa de usar a mão errada já se permite errar.


foto dramática do maestro austríaco carlos kleiber (1930-2000) recortada do estadão de hoje e escaneada sobre a capa do meu caderno 3. é a segunda vez que copio uma foto destas, a outra foi há uns 2 anos, quando estreei o caderno 1.

3 comentários:

Beá Meira disse...

Danilo,
Eu que não sou dada a retratos fiz uma imagem a partir do video da Nina Simone, For a while, lá nos cadernos.
A imagem em movimento parece mais completa para este tipo de observação. Experimente.

Anônimo disse...

Isso é porque tu não desenha, tu praticamente rabisca...

Apesar do seu trabalho final ser ótimo seu traço é um lixo.

Queria ver se tivesse um traço bonitinho.

daniloz disse...

um lixo... pô, valeu rapaz, obrigado pela crítica construtiva, vou anotar aqui no meu caderninho de comentários anônimos.