30 de novembro de 2010

branca, branquinha

estava eu lá no sítio, feliz da vida fotografando com a macro nova (que é dificílima de usar quando o mundo se mexe com o vento, você parece tremer tanto quanto uma velha com parkinson e não dá para ficar usando tripé) estes agapantos (nome desta flor que a minha mãe me ensinou), quando encontrei uma moradora.

lá no miolinho, estava ela, esta gracinha de aranha branca.

ela era meio fugidia, não gostava (imagino por quê) que eu chegasse muito perto, e nunca ficava de frente para a câmera.

mas no final consegui pegar ela de baixo, bonitinha pra burro.

Nenhum comentário: