15 de novembro de 2010

tfg - 37/xx

já que a avenida do estado está enterrada, correndo que nem imã no fluxo das águas, com o esgoto, canal e águas pluviais, o acesso de cargas ao complexo intermediário do ceasa no pari também se faz por vias subterrâneas. por estes poços de ventilação e iluminação as pessoas podem ver e ouvir o abastecimento ao longo do dia, numa simplificação de cidade estratificada (simplificação porque esta coisa de 'estratificar' as funções, quando levada ao extremo, assassina a cidade mais que a ajuda).

Nenhum comentário: