24 de fevereiro de 2011

tudo roxo e rosa, um pouquinho de azul

Final de tarde na praia do Bávaro. Eu já sabia que as fotos sairiam subexpostas, com o iso 50 do Velvia só com tripé, que eu não levava no momento porque estávamos caminhando na praia e a própria máquina já poderia ser considerada um estorvo quando tudo o que se está usando é uma sunga. Talvez nas ampliações óticas seja possível expor mais os negativos evitando as aberrações que a digitalização faz, não sei, conjectura. No PB funciona mais ou menos assim, mas nunca ampliei negativos coloridos.


Um comentário:

disse...

gostei desta lingua de mar!