3 de março de 2011

peeeeezinho!

Depois de nadar no rio de Coca-Cola, meu pé ficou assim meio caramelizado. É que a água, apesar de meio sem-graçola, tinha destas de pintar as coisas. Estas últimas fotos que postei, em tons que variam principalmente do vermelho para o amarelo, laranjas e, em alguns casos, verdes ou azuladas, tiveram este efeito por conta desta brincadeira com o filme Redscale. O Redscale nada mais é que o filme invertido dentro do tubinho. Você pega, puxa ele inteiro para fora, corta, gira 180º e cola de novo no lugar, de forma que a parte brilhante que será exposta à luz no primeiro momento, ao contrário do 'correto' e habitual. Esta inversão inverte a ordem de incidência da luz no filme; as camadas mais sensíveis às cores geralmente estão na ordem verde, amarelo, vermelho, sendo esta última a mais sensível, de forma que é filtrada pelas outras duas até receber sua luz. Quando invertemos o filme, a camada vermelha é a primeira a receber a luz, filtrada pelo acetato do filme, daí a necessidade de reduzir um pouco o iso, uns 2 ou 3 pontos, de forma a compensar esta perda. O resultado é este tom avermelhado nas fotos, salvo quando há muita luz num objeto mais verde ou azulado, sensibilizando estas camadas também. A idéia é achar o ponto em que as fotos sem mantenham o mais 'puramente' vermelhas possível, escapando um pouco para o amarelo, no máximo, mas não é regra nenhuma.

Nenhum comentário: