13 de outubro de 2011

farewell paruba (III)

Na segunda-feira à noite fui para lá com a caminhonete, sozinho. Cheguei, senti aquele cheirinho único de quando se entra numa casa pela primeira vez, e dormi. No dia seguinte, levantei cedo, tomei café, corri, li, tomei cerveja e fiz dois desenhos da casa, queria ter feito vários mais mas o clima de chuva chorada não deixou eu sair muito de casa com o caderno, acabei ficando mais dentro mesmo.

Nenhum comentário: